quarta-feira, 10 de abril de 2013

XEQUE MATE: A JOGADA DE MESTRE DE FELICIANO


Não sou nenhum pouco fã do Pr.Marcos Feliciano. Ele é um dos vários pregadores da prosperidade (própria) que envergonham o evangelho puro e simples da graça de Deus. Sua postura teológica, se é que existe, é lamentável, considerando a tradução delas em suas práticas religiosas.

Como Deputado também não é lá essas coisas. Foi eleito com uma votação expressiva, porém, todos sabem: com um voto muito parecido com o chamado "voto de cabresto". Numa negociata entre partidos e a presidência da República, em pagamento ao apoio dado por seu partido ao governo, foi eleito como presidente da até então pequenina e despretenciosa Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Pronto. Isso foi a "gota d'agua". 

Feliciano passou  a ser alvo de intensa perseguição (se justa ou não, você decide) por parte dos Gay's e de toda a comunidade LGBT, com forte apelo e apoio entre políticos, principalmente do PT e do PSOL; afinal, essa é uma causa que tem trazido olhares simpáticos da sociedade para quem a defende. 

Depois de muita pressão, interna e externa, em reunião com líderes partidários nessa terça-feira, 09/04/13, cujo objetivo era convencer Feliciano a renunciar, mas o pastor não mudou em nada sua postura e resolveu permanecer à frente da CDH. Mais ainda:

"O pastor chegou a ironizar que só deixaria a presidência da comissão se João Paulo Cunha (PT-SP) e José Genoino (PT-SP) saíssem da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ)". http://ne10.uol.com.br/canal/cotidiano/politica/noticia/2013/04/09/feliciano-diz-que-renuncia-se-mensaleiros-sairem-da-ccj-411337.php

Confira aqui também:

"Brasília – O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), ignorou o apelo feito hoje (9) pela maioria dos líderes da Câmara para que ele renunciasse ao cargo [...]. Como condição para renunciar à presidência da comissão, Feliciano exige que o PT retire os deputados José Genoino (PT-SP) e João Paulo Cunha (PT-SP) da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), por terem sido ambos condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A condição imposta por Feliciano não foi aceita". http://exame.abril.com.br/brasil/politica/noticias/feliciano-condiciona-renuncia-a-saida-de-petistas-da-ccj  
 
Sinceramente?

Achei essa saída genial. Jogada de mestre. Xeque Mate. 

Tenho que tirar o chapéu pra ele nessa. Mas só nessa, por enquanto.

O Deputado Marco Feliciano matou vários coelhos com uma paulada só. Vai continuar presidindo a comissão; vai parar de ser "amolado", porque os Ptistas e militantes da esquerda pró-gay procurarão rapidamente outro assunto para alardear e, ainda por cima, se ficar mesmo, terá status de herói e defensor da família e dos bons costumes. Se sair, na hipótese de sua proposta de renúncia ser aceita (o que é improvável), seria considerado o chefe da "Liga da justiça", uma vez que seria o responsável por provocar aquilo que todo o povo brasileiro quer: a saída dos Ptistas condenados no processo do mensalão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), uma das mais importantes e cobiçadas de Brasília.

3 comentários:

  1. JOEL CARVALHO - DF16 de abril de 2013 17:04

    Feliciano é o cara.
    Por não ser muito diferente de qualquer outro político, principalmente os que infernizam Brasília na Esplanada, tem toda razão na sua proposta, que difinitivamente NOCAUTEOU os ESQUERDOPATAS PeTralhas e ativistas gays!

    ResponderExcluir
  2. Paulo Coelho:
    Até que o movimento dos gays para atropelar o Marcos Feliciano tem um rasgo de proveito. Os membros da igreja do dito cujo deviam mirar-se no exemplo dos homossexuais e tirá-lo do pastorado, porque ele é muito mais perigoso como pastor (???) do que como presidente da dita comissão.

    ResponderExcluir

Divulgue meu Blog no seu Blog