sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

A CATÁSTROFE DO HAITI: ONDE DEUS ESTAVA?

Mais uma “catástrofe” natural abalou o mundo. Todos nós estamos comovidos e perplexos com a dor e o desespero que se abateu sobre o povo haitiano. O mais forte terremoto dos últimos duzentos anos. De magnitude 7, o tremor destruiu o país na tarde de terça-feira (12/01/10) às 16:53hs, 19:53hs, horário de Brasília. Cenas de horror e destruição. O mundo parou, calou-se, chorou. Os vídeos abaixo tentam traduzir a calamidade. Não conseguiremos, entretanto, dimensionar o aterramento de quem viveu tudo de perto, de quem foi ator nessa cena quase apocalíptica:



Talvez não seja o momento adequado para fazer a abordagem que faremos a seguir. Talvez o que diremos não tenha, de fato, nenhuma ligação com o terrível desastre do Haiti. Contudo, é uma análise que precisa ser feita. O mundo está perguntando: “Onde estava Deus?”. Será que Ele não poderia ter evitado a morte de tantas crianças? Se podia, porque não o fez? Afinal, quem está governando o mundo hoje? Deus? O homem? O diabo? Diante das imagens chocantes, você ousaria dizer que Deus está no controle de tudo? Ou, ao contrário, estaria certo o poeta ao afirmar “o acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído?”. Estamos entregues ao acaso? Teria Deus criado todas as coisas e depois as entregou ao homem, para delas cuidar, não tendo mais nada a ver com isso? Se estive ao seu alcance evitar essa tragédia, você evitaria? Por que Deus não quis evitar?

Todos esses questionamentos vêem à tona quando estamos diante de fatos e imagens tão assustadoras e arrebatadoras. Mas, o que dizem as Escrituras Sagradas sobre isso?

Afirmam, repetidas vezes, que Deus está no trono do universo (Sl 105:7; 99:1; 103:19; 96:10 24:1), que o cetro está na suas mãos, que Ele dirige todas as coisas segundo o beneplácito de sua vontade (Ef 1:1). Afirmam não somente que Deus criou todas as coisas, mas também que o Senhor domina e Reina sobe todas as obras de suas mãos (Sl 96:10, 24:1; II Cr 20:6). Afirmam que Deus é Onipotente (Jó 42:2; Is 43:13; Mt 19:26; Lc 1:37; Ap 19:6), que Sua vontade é irreversível (Ml 3:6), que Ele é Soberano e Absoluto em cada recanto do seu vasto domínio. Afirmam que Deus regula e domina sobre as forças da natureza (Mat 8:23-27; Êxodo 14:26). Nada há no universo, entre as galáxias que Deus não possa por o dedo e dizer: “é meu”, “eu governo”, “eu domino”. Existem vastíssimas provas bíblicas que ratificam esse ensinamento.

Diante de tudo isso, as atuais condições requerem, urgentemente, novas análises. E se, ao contrário do que imaginamos, Deus seja o próprio autor dessas tragédias?

Normalmente as pessoas associam imagens e fatos chocantes, como esses do terremoto do Haiti, como sendo obra do diabo, da natureza e até do acaso. Ignoram, entretanto, o fato de que a Bíblia apresenta muitas catástrofes dessa natureza, enviadas, como castigo, pelo próprio Deus, numa clara intervenção Dele para frear os desvios e impulsos pecaminosos dos homens:

1- DILÚVIO: Foi algo terrível, basta pensar em termos práticos, nas vidas tragadas pelas águas. Nenhuma vida escapou, exceto as que Deus decidiu preservar, na arca. Mulheres, crianças, velhos; todos mortos. Tudo isso vindo das mãos do próprio Deus. Não foi a natureza sozinha, não foi o diabo, não foi provocado pelo homem, foi o próprio Deus. Não está acreditando? É só conferir. Está tudo registrado. Leia Gêneses 6:11-22 e 7:17-24;

2- AS DEZ PRAGAS DO EGITO: Normalmente ouvimos falar nesse episódio e não pensamos, em termos práticos, nas pessoas que sofreram todas essas pestes e manifestações terríveis da natureza, como por exemplo, tumores malignos, a morte dos primogênitos, etc. Nada disso foi fruto do acaso. O próprio Deus providenciou. Todas registradas no livro de Êxodo, dos capítulos de 7 a 11.

3- DESTRUIÇÃO DE SODOMA E GOMORRA: Choveu Fogo e Enxofre dos céus exterminando completamente essas duas cidades. Visualize em sua mente essa grande “catástrofe natural”: pessoas sendo, literalmente, queimadas vivas.Crianças recém-nascidas totalmente carbonizadas. Deus, o próprio Deus foi o autor desse desastre fulminante, devido aos terríveis pecados daquelas pessoas. Não deixe de ler: Gêneses 18:20-21; 19:1-29;

4- ANJOS ENVIADOS PARA DESTRUIR: Em Apocalipse 8:7-11, João relata sobre anjos com poder para matar criaturas, queimar parte das plantas, secar rios e transformar parte da água tão amarga, a ponto dos consumidores das mesmas falecerem (Apocalipse 8:7-11);

5- ENGOLIDOS PELA TERRA: Mais uma “catástrofe natural” registrada nas escrituras. A terra se abriu em uma profunda fenda e engoliu toda uma família, homens, mulheres e crianças, por se rebelarem contra o Senhor. Isso está registrado em Números cap.16.

6- ATAQUE FULMINANTE: Deus fulminou Ananias e Safira porque mentiram ao Espírito Santo (At 5:1-11);

7- Em fim, são inúmeros os relatos de Deus ordenando as forças da natureza para trazer juízo sobre as nações. Veja o que diz em Isaías 29:6 “Do SENHOR dos Exércitos vem o castigo com trovões, com terremotos, grande estrondo, tufão de vento, tempestade e chamas devoradoras”.

Talvez você não esteja acostumado a ler e a ouvir falar de Deus dessa maneira. Pois esse também é o Deus da Bíblia. Ele é amor, mas porque também É Santo, sua ira arde contra o pecado.

É exatamente porque Deus é Deus, que estamos vendo na terra o inicio da execução de seus juízos. Devido Sua imaculada santidade, só poderíamos esperar que isso se descortinasse diante de nossos olhos estarrecidos.

O Consul-geral do Haiti em São Paulo, George Samuel Antoine, no dia 14/01/10, fez uma afirmação surpreendente sobre os possíveis motivos de seu país ter sido acometido de tal tragédia. Ele atribui o terremoto a fatores espirituais e não naturais. Isso é no mínimo curioso e não comum. Sinceramente não sabemos se a relação é correta e nem mesmo se pode ser feita mas, não podemos negar, existe a possibilidade. Veja seu comentário:

"A desgraça de lá está sendo uma boa pra gente aqui, fica conhecido. Acho que de, tanto mexer com macumba, não sei o que é aquilo... O africano em si tem maldição. Todo lugar que tem africano lá tá f...".

Fonte:

Ainda sobre essa relação da catástrofe com causas espirituais, fomos buscar mais um depoimento de "fora" do círculo religioso protestante. O famoso filósofo brasileiro, Olavo de Carvalho, em seu semanal programa "True Outspeak", fala um pouco de sua visão sobre a relação de catástrofes naturais e a macumbaria entre aquele povo que fora atingido. Programa do dia 18/01/2010.


E o julgamento é este: a luz veio ao mundo e os homens amaram mais as trevas que a luz, porque as suas obras eram más” (Jo 3:19).

VOCÊ NÃO ACHA QUE DEVERIA
LEVAR ESSE DEUS MAIS A SÉRIO?

O que fará agora? Rebelar-se e revoltar-se contra Deus? Como já vimos, isso não seria nenhum pouco inteligente. Antes, devemos agradecê-lo porque, mesmo merecendo todos os flagelos, pela escolha que, em Adão, fizemos, Ele tem sido longânimo para conosco e tem preservado nossas vidas. Deus poupou uma nação inteira da destruição - os Ninivitas -, porque se arrependeu dos seus pecados. Essa é, sem dúvida alguma, a melhor atitude a tomar. Diz a bíblia: "Se confessarmos os nossos pecados Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (I Jo 1:9).

21 comentários:

  1. concordo Deus é amor mais é justiça o homem a cada dia que passa se destroi por si proprio se corrompe brinca com Deus e ai esta tamanha tragedia sabemos que nao ha outro Deus diante de nos e vemos que o haiti e um pais cheio de miserias que Deus tenha misericordia desse povo e que a humanidade possa dobrar os joelhos e ve que
    Deus é a solução pra tudo arrependei-vos enquanto e tempo

    ResponderExcluir
  2. está escrito: "Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça." Rm.1:18. Que o Senhor tenha misericórdia daquela nação. Vamos orar para que a bênção do Senhor alcance todos que estão naquele país.

    ResponderExcluir
  3. BOOK OF THE HOLY GHOST TRUE – LIVRO DO ESPÍRITO SANTO VERDADEIRO. http://livrodoespiritosanto.webnode.com.br/
    A VERDADE - É QUE JESUS MORREU NA CRUZ - PARA DIZER - O QUE NINGUÉM QUER ACEITAR.
    1ª Este mundo pertence ao Diabo. 2º O diabo domina o seu mundo através do sofrimento a dor e a morte. 3ª A única forma de minimizar o sofrimento, dor e morte é a união dos que vivem nesse sistema. 4º Neste mundo do Diabo, o ser humano, jamais será feliz completamente. 5º A felicidade plena só será alcançada, se o ser humano modelar sua vida em Jesus Cristo. Então, alcançará a felicidade plena, com seu novo Pai Divino, no reino de Jesus Cristo. Mas, não é neste reino condenado e nem na corrupção da carne. TODAS ESTAS VERDADES ESTÃO CLARAMENTE REVELADAS NO LIVRO DO ESPÍRITO SANTO VERADEIRO, disponibilizado gratuitamente na internet. LEIA E DIVULGUE EM NOME DE JESUS CRISTO NOSSO SALVADOR.

    ResponderExcluir
  4. Esse "medo" de aceitar que o mal vem de Deus é resultado de uma teologia arminiana aceito sem reservas no seio do evangelicalismo brasileiro.

    Essa teologia penetrou de uma forma tão impactante no seio da igreja brasileira que é quase impossível aceitar que as catástrofes vem do próprio Deus. Se existe uma frase que caracteriza tudo isso é aquela famosa frase : "Deus é amor!".

    Ora, concordo que Deus seja amor, mas... só isso? Ele é só amor? Quer dizer que Deus não pode causar algum tipo de calamidade? Se Ele não causa tudo isso, então... quem causa? Existe alguma força que age independente de Deus? Existe algo que causa tudo isso sem nenhuma influência do Divino?

    Sinceramente, esses "advogados de Deus" tentam defender Deus como se Ele precisasse de defensores! rsrs

    Gostei do artigo, Fábio, ops Filósofo!! rsr
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Servimos a um Deus justo, mas não a um Deus punitivo e rancoroso. Servimos a um Deus amoroso e compassivo. As tragédias de nossas vidas nada mais servem do que para nos mostrar o quão somos dependentes do Senhor.
    Aquele que não tiver pecado que atire a primeira pedra!
    Louvai ao Senhor e Glorificai seu Santo Nome.

    ResponderExcluir
  6. Em tudo dai Graças a Deus,
    Senhor abra os olhos da humanidade,para que vejam os sinais da volta de Jesus cumprindo,que o senhor tenha misericordia de todos nós.

    ResponderExcluir
  7. Fábio, muito bom o seu comentario, podemos dizer que está bastante esclarecedor. Temos uma missionaria na nossa igreja que conhece um pouco desse povo e ela comentou que o tipo de trabalho de magia negra que eles fazem por lá é muito forte e chegam a praticar o vudú. Realmente pode ser a ira de Deus sobre esse povo, mas devomos orar e pedir a Deus que tenha misericordia deles e do nosso país também, onde a idolatria, feitiçaria, imoralidade, corrupção e tantas outras coisas mais tem tomado conta do nosso país. Mas gostei muito do seu comentario. Graça e Paz.

    ResponderExcluir
  8. Gostaria de fazer uma correção: "Fabio", leia-se Presb. Fábio. Graça e Paz.

    ResponderExcluir
  9. Obrigado a todos pela visita.

    Pastor e amigo Usiel: prazer grande vê-lo por aqui. Vi que o blog de sua igreja mudou. Mudou também o fato de não estarem mais filiados a IABV. Deus o abençoe nessa nova etapa. Que a simplicidade do evangelho encaminhe nossas vidas e nossos projetos.

    ResponderExcluir
  10. Corrigindo...onde de lê USIEL, leia-se UZIEL. Como vou errar logo o nome..rs..?

    ResponderExcluir
  11. oh filosofiazinha piegas! Onde Deus estava? posso imaginar que não estava filosofando com Calvino.

    ResponderExcluir
  12. Filósofo,

    Ótima reflexão!

    Se excluo Deus de causar certas coisas, o que me levará a incluí-lO como causador de outras? Qual o meu critério? É algo apenas pessoal e subjetivo? Portanto, falível? Se, contudo, tenho como pressupostos as Escrituras Sagradas, saberei objetivamente que Deus é a causa direta e ativa de todas as coisas no universo, sejam boas ou más.

    Qualquer teologia que exclua Deus de agir ativamente em todos os acontecimentos do universo é herética, antibíblica.

    Abraços.

    Cristo o abençoe!

    ResponderExcluir
  13. Obrigado a todos pela visita.

    Max Walter: "não te estribes na força do teu próprio pensamento". Filosofar consiste em uma simples abertura a outras possibilidades, permitir-se olhar para o mesmo fenômeno com outras lentes, que não as nossas, pois já estão viciadas. Muito bem, o cunho da pastagem tem uma conotação mais teológica e, neste sentido, os maiores teólogos da história pensaram assim, dessa forma, a saber, Calvinino, Zwinglio etc. Portanto, entre a opinião deles e a sua, advinha qual a mais importante? Vamos para a filosofia agora: que vc chame minha reflexão de "piegas", é um direito; é sua opinião e nunca contesto nenhuma opinião a meu respeito; foi a impressão que causei ou então o leitor não entendeu a questão ou ainda, conscientemente, que acho que não é o caso, não concorda com minha opinião. Contudo, postei um vídeo de um dos maiores e mais famosos filósofos brasileiros: Olavo de Carvalho. E só fiz isso por sua causa..rs. Confira a opinião dele. Ele levanta exatamente a mesma questão que eu levantei. Mas, continue com sua opinião em relação a minha reflexão, agora não me venha dizer que Olavo de Carvalho é "piegas".
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  14. Amado,

    Graça e Paz.

    Mas é isto! O Senhor está no controle de todas as coisas e tudo está nos Seus designios...

    Quanto a nós, os eleitos, espera-se aquilo para o qual fomos separados. E nesta hora de dor, devemos ser sal, misericordia, temperança, amor (e se necessário admoestação a quem dá um testemunho que pode parecer às vitimas um escarnecimento de sua dor!).

    Devemos tudo fazer para ser usados por Ele nas boas obras que certamente Ele fará a partir desta desgraça. Sim. Sejam quais forem Seus designios, sobre os quais somos exaltados a não discutir, prescutar e nem estranhar (até mesmo fogo ardente no mar!)o Senhor concluirá Seus planos perfeitos e podermos ser usados para este propósito, se estamos na atitude correta diante dos fatos, com os olhos e mãos nos que sofrem e o coração na certeza de que Deus está no controle.

    Abração queridos!

    ResponderExcluir
  15. Concordo contigo, Danilo:

    como Cristãos, temos que exercer a misericórdia e o amor para com o próximo. Contudo, não devemos nos calar diante de opiniões que, mesmo sem ser esta a intenção, acabam por "ofuscar" a glória devida a Deus.

    Espero que meu texto não venha "parecer às vitimas um escarnecimento de sua dor!". Longe de mim tal sentimento.

    ResponderExcluir
  16. Ótimo Blog!!! Estava lendo um post lá no blog do Ciro, e encontrei um comentário seu... Bom já me escrevi no seu blog, convido vc tambem pra conhecer o meu que estou "começando".

    http://emersonrodriguestrindade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. A impressão que dá (recuso-me a ser norteado por ela) é que Deus faz a cáca e a humanidade, numa demonstração de que parecemos melhor que Ele, sai correndo atrás para consertar. Pela ótica dos que defendem, ainda que veladamente, a ira de Deus sobre o Haití, penso que, se de fato Deus a derramou, deverímos deixar os haitianos minguarem a té a morte. Porque atrapalhar Deus na sua ira?

    Paulo Silvano

    ResponderExcluir
  18. Caro Paulo:

    Obrigado pela visita. Sua reflexão é boa e possui certa coerência na argumentação. Tratei esse assunto com muito cuidado para não chegar a conclusões improcedentes e preciptadas. Realmente não posso afirmar se o que houve foi o derramamento da ira de Deus sobre o Haiti, ninguém pode. Contudo, meu post foi motivado pela pergunta que muitos estão fazendo: Onde Deus estava? Meu ponto de visto, cuidadoso, teve a intenção de dar uma resposta a essa difícil questão. Na verdade, meu caro, todos nós somos merecedores da ira de Deus. Sim, merecedores; é assim que as escrituras ensinam. Isso nos coloca no mesmo barco dos haitianos. Realmente não somos melhores que eles. Depois, também são as escrituras que nos ensinam a "chorar com os que choram". Como já disse, não posso asseverar que essa catástrofe foi o derramar "justo" (caso tenha sido, assim como seria conosco também)da Sua ira santa. Mas, posso afirmar, como fiz, baseado nas escrituras, que outras catástrofes, como as que citei (dilúvio, destruição de Sodoma e Gomorro)foram sim fruto não do acaso, não da degradação da natureza, não da ação do homem, mas, claramente, DESSE DERRAR DA IRA DE DEUS. Se vc quer continuar chamando isso de "cáca" (me refiro agora às catástrofes naturais providenciadas por Deus, registradas na bíblia), muito prazer! Fiquei surpreso em conhencer alguém mais sábio e conhecedor dos designos secretos que Deus. Jó, depois de várias tragédias em sua vida pessoal (no mínimo permitidas e acompanhadas por Deus), reconheu que elas, as tragédias, também servem para nos aproximar mais de nosso criador. Disse ele "eu te conhecia só de ouvir, mas agora meus olhos te veem". Muito corajosa essa sua opinião sobre Deus. Jó não teve essa ousadia. Até tinha mais motivos que você, certamente. Mas fiquei curioso. Como vc responderia essa pergunta: onde estava Deus? De braços cruzados? Ele até viu tudo acontecer e até queria minimizar mas não conseguiu? Ou, ao contrário, Ele não estava ligado e quando viu já era tarde demais para fazer alguma coisa? Será que depositarias tudo isso aí na conta do velho e bom livre arbítrio? Neste caso, onde estaria Deus? Registrando os atos soberanos do homem, como um mero jornalista? Mate essa minha curiosidade, por favor. Gostaria de sua opinião também sobre o post do dilúvio também ok?

    ResponderExcluir
  19. Caro irmão,

    Onde estava Deus?
    Boa pergunta. Boa, desde de que aquele que a faz não tenha a exata noção de que seja a Graça manifestada em Cristo Jesus (daí a mistureba de versículos, ao melhor estilo dos que inventaram a teologia sitemática).
    Oras, quem conhece o Evangelho sabe (ou deveria saber) que o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Portanto, para aquele que crê no Verbo encarnado, tal pergunta - Onde estava Deus? - não cabe. De antemão, sabemos que Deus esteve, está e estará conosco todos os dias até a consumação dos séculos. Amém .
    Desculpe-me por ter entrado "de Sola" no seu blog. Sei que blog , incluindo o meu, é lugar para repartir com os amigos, com os aliados. A discussão em torno desse assunto, quando parte de pressupostos diferentes, como é o nosso caso, dá um longo e inextinguível debate. Por isso, vou encerrando por aqui. Fique com o convite para visitar o meu blog.

    Um abraço, Deus te abençoe.
    Paulo Silvano
    sinergismo-sinergismo.blogspot.com
    Paulo Silvano

    ResponderExcluir
  20. Caro Paulo:

    Essa perguntinha "Onde estava Deus" é metafórica. Todos sabem que significa o que Ele estava fazendo, qual a atuação Dele no epsódio em questão. Ativo? Passivo? É uma pena que não teve vontade de responder aos meus questionamentos.

    ResponderExcluir
  21. Sua resposta, portanto, "Deus conosco", está fora de foco. Acho até que foi proposital.

    ResponderExcluir

Divulgue meu Blog no seu Blog