sexta-feira, 29 de outubro de 2010

POR QUE VOTAR EM LULA SE ELE NÃO É CANDIDATO?

Caro eleitor de Lula. Sim, Lula. não estou enganado. Todo mundo que vai votar em Dilma, ao apertar a tecla verde do nosso "orgulho eleitoral" verá, metaforicamente, a foto de Lula.

Alguém teria a coragem de negar isso? Teria? Então responda: se Dilma fosse de outro partido e não estivesse sendo apoiada por Lula, você votaria nela? Claro que não né? Sejamos sinceros, ok?

Fico pensando cá com meus botões: se queríamos que Lula governasse por mais um mandato, por que então não lutamos por isso? Se ele queria isso também, por que ele mesmo não autorizou o "rolo compressor" que lhe dá sustentação no congresso e senado atropelar todo mundo, como sempre fez, para que isso acontecesse? Mudar qualquer lei e até a constituição seria moleza para Lula e seus súditos. Ficou cantando de democrático, que acha que isso não seria bom para o país, blá, blá, blá.... e agora quer perpetuar seu mandado através de um espelho que tem por única função refletir sua imagem.

Não se preocupe Serra. Se você perder não será para uma pessoa insignificante no cenário política. Perderá para um presidente que tem 82% de aprovação da população. Pelo menos é o que dizem....rs.

8 comentários:

  1. Vamos lá ao desafio.
    1) o Brasil vive há 16 anos eleições absolutamente modernas, no sentido de que, em que pese a influência do messianismo e de personalidades individuais sobre os partidos, votamos pela quinta vez em projetos de governo, não em pessoas;
    2) portanto, concordo com você. As pessoas não estão votando em Dilma. Mas discordo: não estão votando em Lula, estão votando na percepção de que o atual governo desenvolveu um conjunto de programas sociais e a administração da macro e micro economia de forma satisfatória [muito satisfatória, se as pesquisas estiverem certas].
    3)Mas, isso vem acontecendo há 16 anos! E qual é o problema? Votou-se em 1994 em FHC? piada. O sujeito tinha desistido de se candidatar a senador porque não ia ter votos! Votou-se no Plano Real. Depois, em 1998, de novo a esteira do sucesso da estabilização da moeda. Em 2002, houve um misto de variáveis. O PSDB nunca cuidou do social, não faz parte de seu "ethos". A macroeconomia bem cuidada não refletiu em benefícios para a microeconomia (pelo menos não na percepção popular). Lula catalizou o desejo de políticas sociais ao lado de um projeto de conciliação e acordo, combatendo com eficácia a imagem [falsa] de radical. A reeleição de Lula foi conseguida em torno desse conjunto de programas governamentais em 2006. E em 2010, se as pesquisas estiverem certas, a maioria da população quer a continuidade deste programa de governo. Qual é o problema com isso?

    ResponderExcluir
  2. 4) Já escrevi no meu blog que não é a quantidade de mandatos que é o critério para definir autoritarismo. Roosevelt nos EUA (quatro mandatos), Tatcher na Inglaterra com 17 anos de governo, o PSDB em São Paulo há 16 anos...
    5) Minha avó dizia que ‘uns choram porque lhes dão, outros porque não”. Ora, se Lula não empurrou o terceiro mandato, é cínico e deveria tê-lo feito através de seu ‘rolo compressor’; se o tivesse feito, era autoritário e chavista. Assim é lasca. Kkkk.
    6) Fábio, se o pastor da tua e da minha igreja, quando vai chegando o final dos cinco anos de mandato começa a ‘articular’ pra conseguir outro [com poucas exceções], imagina o grande jogo da política! É claro que uma disputa por poder e hegemonia. Onde está o problema?
    7) Serra não perderá para Lula. Perderá para o PROUNI, o REUNI [em 2002 fazíamos vestibular para 3000 vagas nas federais, hoje fazemos para 6500, metade no interior do estado], a transnordestina, a transposição, a refinaria, suape, a assistência aos mais pobres, a condução bem sucedida do país diante da crise [o PSDB aumentava juros, demitia e arrochava a economia; o PT seguindo as orientações keynesianas [o Estado como indutor do desenvolvimento econômico] fez o inverso]. Aqui outro ponto para o governo. Dizia-se que Lula só ia bem em 2002/2006 porque o mundo ia bem, mas que ele não saberia administrar diante de uma crise. Kkkkkkkkkk.
    7) Serra e Marina perderam porque apostaram numa velha forma de fazer política, baseada, eles sim, no personalismo. Por que eu devo votar em Serra? Pela biografia dele? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Não é concurso para professor não. Kkkkkk. Eu voto em programas de governo. E isso é bom para o país. Escolher biografias é escolher um messias. O problema de Serra é que a maioria não acredita que ele empurre o país serra cima, apenas serra abaixo. kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Fábio, tu é um cabra macho. kkkkkkkkkkkkkk. Não censura o blog, comentou, publicou. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Zé Roberto precisa seguir os bons exemplos.

    ResponderExcluir
  4. Fábio, será que nós diríamos o mesmo se fosse o Serra querendo se eleger após 8 anos de FHC?

    Esse tipo de argumento é abstrato, pois estamos diante de um cenário onde Lula governou por 8 anos e está querendo eleger a Dilma.

    E se o cenário fosse outro?

    ResponderExcluir
  5. Pois é, Heitor. A turma aí reclama porque o presidente Lula está na campanha. Queriam o quê? Vai pra rua quem pode, meu irmão.kkkkkkkk. Por que Serra não colocou o ex-presidente pra cima e pra baixo também? kkkkkkkkkkkkkkkk. Vai pra rua quem tem voto. E não tem nada de antidemocrático. FHC não apareceu porque não tem voto. Tá mal na fita. Com Lula, os programas ganharam escala e a dimensão de políticas integradas de estado, não a tímida [mas muuuuuuiiiiitttooo tímida mesmo ação social do psdb]. Se criar universidades não for visão estratégica, não sei mais o que é. O Fundeb fez os professores do interior que ganhavam um salário mínimo receberem por volta de 1.300,00. É preciso muita má vontade para não reconhecer nada disso.

    ResponderExcluir
  6. Cláudio:

    Também tenho observado isso que vc diz: "votamos pela quinta vez em projetos de governo, não em pessoas".

    Mas o que está em questão não é o projeto do PT, que aliás tem alguns pontos muito questionáveis, como a PL 122, PNDH etc. O que está em debate aqui é se Dilma tem ou não competência para, pelo menos, levar esse projeto adiante. Ou o projeto não depende das pessoas? Possuem eles vida própria? Nunca vi um projeto andando por aí. Só isso. Por que vc não diz aqui que tem um adesivo de Serra no seu carro?...rs.

    Heitor:

    Sua pergunta é interessante: "será que nós diríamos o mesmo se fosse o Serra querendo se eleger após 8 anos de FHC?".

    Certamente não diríamos o mesmo, por um mmotivo muito simples: Serra tem vida própria. Não vejo nenhum problema no apoio de um político para com o outro. Mas com Dilma é diferente. Quem é ela? Poderíamos fazer essa mesma pergunta com Lula? Claro que não. Não seria justo. E com Serra? Claro que não, não seria justo. Mas com Dilma é diferente. Todos (inclusive Cláudio) que votarão em Dilma, não farão isso por Dilma, nem pelo projeto do PT e sim por Lula.

    ResponderExcluir
  7. Fábio,

    Tô achando que você valoriza o currículo do candidato!rsrsr

    Bom, esse seu posicinamento com a Dilma também se repetiu com Lula em 2002, lembra?

    Quem era Lula? Quais cargos públicos o Lula assumiu? Prefeitura? Senado? Governador? Deputado? Não. Ele não assumiu nenhum cargo público.

    Essa sua incerteza quanto a Dilma, também foi a incerteza de milhares com respeito a Lula em 2002.

    Como um homem pode assumir a presidência de um país sem ter experiência? E o pior: o único diploma que ele tem é o de torneiro mecânico! Vixe!!!

    Mas, desde quando um "currículo" faz diferença para um presidente?

    O FHC, com pilhas de currículos, não conseguiu livrar o Brasil do FMI, o desemprego era maior por causa das privatizações... Por causa de FHC muita gente não conseguiu de aposentar (que diga meu pai!)...

    Do que adianta ter diplomas?

    ResponderExcluir
  8. Heitor:

    Não tem nada a ver com currículo ou diplomas e sim com história política. Eu disse que não seria justo pensar assim de Lula (pode ver no comentário anterior), nem em 2002 foi justo fazer isso (pelo menos na minha visão). Mas quem é Dilma se não a sombra de Lula? Você votaria em Dilma se Lula não a apoiasse? Seja sincero e responda aqui ok? Também não tem a ver com o fato dela ser mulher. O que questiono aqui é sua capacidade de levar adiante o projeto do próprio PT. Outra coisa: nós pernambucanos temos bons motivos para votar no candidato de Lula, mas, erroneamente, Lula só nos beneficiou pq é daqui. Dilma não é, logo, não será a mesma coisa.

    PS: Ainda sou um eleitor indeciso...rs.

    ResponderExcluir

Divulgue meu Blog no seu Blog