domingo, 29 de agosto de 2010

AS NOVAS SEITAS: IURD E IMPD

Suponhamos que um "crente" da Igreja Universal do Reino de Deus - IURD ou mesmo da Igreja Mundial do Poder de Deus - IMPD, queira tornar-se membro de sua igreja; qual deveria ser o procedimento? Deveria ser recebido como procedente de igreja "genuinamente evangélica"? A IPB sai na frente e assume postura contundente e inquestionável quanto à essas duas igrejas, devido suas práticas. Veja abaixo o documento na íntegra:



10 comentários:

  1. Desde quando para se achegar à Deus, tem que chegar com essa cartinha da IGREJA PRESBITERIANA?

    Se a IURD e a IMPD são seitas, pergunto-lhes: Qual o mal elas estão fazendo que a PRESBITERIANA se incomoda tanto?

    ResponderExcluir
  2. Prezado Alberes:

    Não se trata de cartinha pra chegar ao céu..rs. Isso é tão somente uma orientação aos conselhos da IPB sobre o procedimento ao recepcionarem um ex-membro dessas igrejas. Entanda isso como uma espécie de "NÃO QUERER querer mais ser contado como farinha do mesmo saco".

    O respeito deverá sempre existir. Mas isso precisa ficar muito claro. Essas igrejas naõ são a mesma coisa que a IPB, que a igreja Batista e muitas outras igrejas sérias. Não são Protestante, não são evangélicas e não são reformadas. são outra coisa e o nome que acharam para designar uma organização religiosa que não é católica e nenhuma dessas outras que citei foi seita. Só isso!

    Espero ter esclarecido...

    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  3. de uma coisa eu tenho certeza o diabo naõ ataca o que é dele ,alguns líderes dessas igrejas tradicionais não se conformam com o crescimento da impd isso tá os incomodando porque temem perder os fiéis ,tudo isso é perseguiçao enquanto vcs ficam preocupados em denegrir a imagem da mundial porque não vão fazer o mesmo que o apóstolo? raça de víboras,subam no monte para orar pelo povo fiquem de jejum nas madrugadas no altar , aprendam com ele assim jamais perderão suas ovelhas e parem de associar essa igreja a uma seita ,querendo colocar receio nas pessoas se vc caro filósofo acha que vai convence-las com essa sua filosofia está enganado o poder de Deus se manifesta nas coisas simples justamente para confundir as sabias...

    ResponderExcluir
  4. Que absurdo!!! E eu que pensei que o conselho presbiteriano fosse formado de pessoas inteligentes ou cultas... Enganei-me completamente!
    Desde quando uma instituição religiosa, de princípios particulares de interpretação (calvinismo) tem autoridade legal, moral ou religiosa para definir o que é e o que não é seita!!! Não sabem nem a etimologia da palavra seita, muitos menos lavrar um documento!!! Como magistrado, fico perplexo com a insolência e a obstinação de certos grupos que se julgam corretos e alienam outros como seitas! O que a presbiteriana é então??? Se os apóstolos de Jesus eram uma seita, então o que é a presbiteriana???

    ResponderExcluir
  5. Prezado Anônimo:

    Obrigado por sua participação nesse assunto.

    Como se chega a conclusão que uma igreja é uma seita? Simples: as práticas religiosas dessas igrejas são comparadas com com as práticas religiosas da palavra de Deus, de acordo com a interpretação dos melhores teólogos da história do Cristianismo, a exemplo de Agostinho, Lutero, Calvino, Spurgeon, Hodgge e tantos outros. Mas você não deve conhecer nenhum desses não é mesmo? Por isso mesmo não tens como avaliar quem está certo e quem está errado. Recomendo que procure ler e estudar profundamente a palavra de Deus. Leia bons livros de teologia. Pessoas que fazem parte dessas igrejas são facilmente enganadas porque não conhecem a palavra de Deus e não estão nem aí para seu estudo, que é a teologia. Independentemente de serem analfabetos ou magistrados. A cegueira espiritual não escolhe classe social. Não ligue para o que está sendo dito aqui, meu caro. Apenas leia e estude as escrituras. Só isso. Muito provavelmente chegarás a mesma conclusão a´presentada aqui.

    Mas, se o termo seita não é bem aplicado, conforme sua opinião, que tal, ao invés disso, dizermos que essas igrejas não são igrejas evangélicas, que não têm absolutamente nada a ver com o movimento da Reforma Protestantes, que são coisas completamente antagônicas? Fica melhor assim? Se essas igrejas assumirem isso, tudo bem. Até prefiro assim. O grande problema é que elas se auto-intitulam igrejas protestantes/evangélicas. Aí complica, pois suas práticas distoam completamente de tudo que pode ser reconhecido como protestante ou evangélico.

    Tudo de bom! Espero que de alguma forma tenha ajudado. Ao menos estimulado ao estudo das escrituras para que possas tirar tuas próprios conclusões. Depois, dá uma passada aqui pra dizer tua nova visão dos fatos.

    Deus o abençoe com sua graça bendita!

    ResponderExcluir
  6. Recomendo que leia nosso artigo na página principal desse blog (é só clicar abaixo em início), intitulado:

    Pentecostalismo e Reforma Protestante - Parte 1

    ResponderExcluir
  7. Rapaz, o homem comum, iletrado, de pouco discernimento cair nas artimanhas de um Valdemiro da vida até dá pra entender (usando de muito esforço, claro), mas um magistrado cair nessa esparrela é de doer na alma. Não tô nem preocupado se é seita ou não é seita. Afinal, nem religioso sou, mas não enxergar a roubalheira dessas "igrejas" ditas neopentecostais é o fim da picada. Sou leigo, mas tenho pelo menos dois neurônios, e não tolero que os subestimem.

    ResponderExcluir
  8. Poi é, isso não chega nem a ser cegueira espiritual. É social mesmo, como bem vc lembra.

    ResponderExcluir
  9. MEU DEUS! VEJO QUE O PROBLEMA QUE PAULO APOSTOLO ENFRENTOU COM A DISCIPLINA NA IGREJA CONTINUA. IRREVERÊNCIA, INSUBORDINAÇÃO. MAS FICO FELIZ QUE A IGREJA DO SENHOR ESTA ENSINANDO.

    ResponderExcluir
  10. Louvado seja o Nosso Soberano Deus que tem levantado seus valentes em dias tão conturbado, valentes estes que tem coragem de lavar que oxalá Nosso Deus será usado por outras igrejas sérias.
    Sola Scriptura
    Soli Deo Gloria

    ResponderExcluir

Divulgue meu Blog no seu Blog