segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

FESTIVAL PROMESSAS E O PODER DAS MÃOS DOS CRENTES


Não dá pra não comentar. A blogosfera amanheceu hoje (19/12/11) com  muitas notícias, comentários, críticas e análises do festival da música gospel “Promessas”, exibido pela rede Globo em 18/12/2011. As abordagens foram variadas, sendo a maior parte delas com uma pontinha de crítica. Particularmente vou me esforçar para não criticar muito, pois dá a impressão que tem inveja velada no meio.

Na verdade, será que alguma Igreja, em sã consciência, ao ser convidada para participar de um evento na Globo iria dizer não? Só mesmo um “abestado”, como diria o nosso Deputado palhaço (ou será palhaço deputado?) Tiririca, cujo humor sou fã, diria um “não” ao convite inusitado. Todo mundo critica que lá só passa Espiritismo e apologia ao Homossexualismo e diz não a um convite desses? Só estando maluco. É claro que a oportunidade deveria ter sido aproveitada, como foi.

Particularmente achei de péssima qualidade as músicas ali apresentadas, com raras exceções. Estou falando de qualidade musical mesmo, pois a teologia dessas músicas é pra lá de questionável. A própria idéia de Show soa muito estranho. Apenas Ana Paula se saiu bem, nesse quesito. Até aproveitou para mandar João 3:16. Ponto pra ela.

Não quero entrar em maiores detalhes. Somente quero chamar vossa atenção  para algo que aconteceu no evento também e que me intriga já há algum tempo. Vou aproveitar esse “mega” evento para tentar tirar essa dúvida antiga. Espero que algum leitor possa me ajudar. Seguinte:

POR QUE OS CRENTES neopentecostais e até alguns de igrejas tradicionalmente tradicionais (a redundância é proposital, pois muitas igrejas outrora tradicionais já não podem ter essa classificação) FICAM APONTANDO SUAS MÃOS COMO QUE DELAS EMANASSE ALGUMA ESPÉCIE DE PODER OU DE RAIO SANTO ABENÇOADOR OU CONSUMIDOR? Dá até medo ficar na frente.

É só isso que quero saber. Alguém pode me ajudar? Veja a foto abaixo que comprova o que estou dizendo:


Tenho uma teoria, mas não sei se estou correto:  o povo pirou de vez. Duvido nada que tenha maconha “gospi” na jogada. Aliás, sou obrigado a concordar com o velho Marx quando diz que “a religião é o ópio do povo”.  Se ele me permitisse uma pequena correção em sua frase a deixaria assim: “essa  religião (que representa essa teologia ensinada) é o ópio do povo”. 

Será que pensam  mesmo que são
Super-Heróis, daqueles que têm poder nas mãos e que emitem rajadas de raios para matar seus inimigos e “tomar posse” da vitória? Ainda tem gente que diz que teologia não interfere na vida prática. Isso nada mais é que o fruto de uma teologia maculada pela filosofia humanista, que exalta o homem de tal maneira que o faz até mesmo acreditar  que tem “Super-Poderes”, tal qual os “Super-Heróis” da TV, como esse da figura no início da postagem.

Fica o conselho: se encontrar algum crente apontando suas poderosas mãos  em sua direção, corra. Procure um local seguro para se proteger da sua super, hiper, mega rajada espiritual. Vai que ele não gosta de você. Mas pode ser “bença” também. Contudo, só reapareça depois de ter certeza absoluta de suas intenções.

19 comentários:

  1. hahahaha... até que enfim, um texto divertido e ao mesmo tempo crítico.

    Mas sabe de uma coisa... Cristo ascendeu aos Céus... e eu levanto minhas mãos é na intenção de me sentir só dele... nada mágico...

    mas confesso que tem gente achando que "em nome de Jesus" é abracadabra... rs

    :)

    Eu gostei do Festival Promessas... e se Deus quiser, Ele abrirá mais e mais portas dentro da TV Brasileira. Assim pregaremos o Evangelho para quem não atende mais os interfones... rs

    ResponderExcluir
  2. esses crente invejosos deveriam orar ao em vez de fazer criticas sem logicas .a biblia diz que todo joelho se dobraram diante de Deus querem mas prova que e essa uma gigante da comunicaçao mundia se rendeu aos canticos levados Deus

    ResponderExcluir
  3. Caro Boas novas:

    Desculpe mas não vi ninguém ali preocupado em "levar cânticos a Deus. Primeiro porque ninguém estava preocupado em saber como Deus quer ser adorado. Segundo porque o objetivo de 99% desses cantores é ganhar dinheiro e não adorar a Deus. Por favor, não seja tão ingênuo. Dancinhas, pulinhos, gritinhos, "tira-o-pé-do chão e tantas outras coisas que vimos ali são requeridas por Deus para sua própria adoração? Evidentemente que não. Dá pra imaginar um levita no VT, num culto soleníssimo como era, mandando o povo dar gritinho e tirar o pé do chão? Ora, tenha paciência. Não vemos isso na bíblia. Na verdade, meu caro, as pessoas estavam alio e também estão em suas igrejas, cantando o que "gostam de cantar" e tendo como principal objetivo de suas práticas litúrgicas adorar tão somente suas próprias vontades. Ou seja, fazer aquilo que gostam, independentemente se Deus gosta ou requer essas práticas.

    Tudo de bom e valeu a participação!

    ResponderExcluir
  4. Até que enfim um texto inteligente sobre este assunto.Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Presbiteriano tem vocação pra viver no gueto?20 de dezembro de 2011 18:46

    Inveja talvez não seja, mas não é vocação para o gueto, de quem é calvinista e, portanto, deve fazer um bocado de tempo que evangelizou alguém? Aliás, se o tempo que o filósofo calvinista gasta aqui pra falar mal dos pentecostais fosse gasto procurando os escolhidos, não estaria fazendo mais a vontade de Deus? Essa turma fica reclamando de quem cresce e se orgulhando em passar 10 ou 20 anos em um salãozinho pequeno com 50, 60 pessoas. Escondem o comodismo falando mal de quem evangeliza. Será que os escolhidos estão moucos? 150 anos de igreja no Brasil e não estão nem em metade das cidades de Pernambuco!!!

    Quanto ao que ele chama de palhaço, nunca é demais lembrar que se Tiririca fosse lá do Sul Maravilha, era chamado de humorista. Aliás, ironicamente, é um dos 8 ou 9 deputados apenas, em meio a 513, que não teve uma única falta neste ano todo. Que graça, não?

    a arenga do filósofo é igual a dos assembleianos que não 'dão a paz' para quem não é de sua igreja. Que tal ler o único lugar que Cristo diz como vai ser o julgamento? Quem O visitou quando estava doente, preso, quem O vestiu quando estava nu, quem O alimentou quando estava com fome, este é dos seus. Jesus não falou que ia perguntar em quantos decíbeis o sujeito orava, se dava pulos, o ritmo que ouvia, nem se falava em línguas.

    ResponderExcluir
  6. Muito inteligente (e divertido) sua postagem meu Filósofo "Fábio" Calvinista.

    Vou segui seu conselho e sair correndo caso eu veja uma mão evangélica se levantar em minha direção!!!!!

    ResponderExcluir
  7. caro amigo do comentario 18:46 não quero defender o filosofo apesar que não sou formado em direito,mais quando vocë diz 150 anos no brasil e nem a metade do estado de pernambuco numeros não querem dizer muita coisa eles vem e vão exemplo eh a renascer,e nem a maioria são os certos se formos basear por isso os catolicos teriam razão e não tem,o flamengo seria o melhor time e não eh.
    concordo com vc que temos que visitar os presos, alimentar os necessitados e etc, quanto ao que vc citou que Jesus não falou nada sobre gritos,pulos, e tudo mais eu não li nenhuma parte da biblia que fale que Jesus fez essas coisas, e paulo falou façam tudo com ordem e decencia.

    ResponderExcluir
  8. quero dize ao irmao que diversao e na disney e que se vc vai correndo ao ver as maos de um evangelico erguidas entao me desculpe mas o caro colega estar cheio de demonios pois so eles fazem tal coisa quando ver o poder de DEUS

    ResponderExcluir
  9. Novamente uma grande besteira que leio neste blog!! As pessoas nao erguem as mãos para "emanar" nada. E o fato de estarem reunidas em torno da crença em algo os distancia em muito da filosofia humanista. Mostrar as palmas das mãos é um gesto simbólico de RECEBIMENTO. Aquelas pessoas creem que estão recebendo algum tipo de benção. Não somente no caso dos evangélicos, mas também os católicos e os espíritas, mostram a palma da mão quando querem receber algo (uma graça, uma energia, enfim, o que creem). Voce deveria parar de pregar filosofia de botequim e estudar mais antropologia. Aceitar as diferenças faz parte da vida.

    ResponderExcluir
  10. Essas mãos me lembrou um gesto que o Mr Satan pediu à população da terra para levantar as mão para uma jikidama^^

    ResponderExcluir
  11. Prezado Presbiteriano tem vocação pra viver no gueto? (fata-lhe poder de síntese?)

    1- Não "gasto" tempo criticando ninguém. O tempo que "invisto" aqui no blog e em minha vida de estudo da palavra de Deus é para anunciar "o verdadeiro evangelho", bem como para "abrir os olhos dos incautos" e, além disso, para mostrar como muitos estão distanciados do evangelho, tornando-se presa fácil para os "lobos roubadores da fé", que coincidentemente estão quase que 100% no neopentecostalismo, que entram de tabela aqui na história porque estão igualmente afastados dos preceitos escriturísticos, sobretudo o defendido pelos maiores teólogos da história do cristianismo a exemplo de Lutero, Calvino, Knox e os puritanos.

    2- Ninguém em sã consciência critica igreja que cresce um crescimento que procede de Deus. A crítica que se faz, meu caro, é porque muitas igrejas, inclusive, provavelmente, a que você faz parte, estão "barateando" o evangelho com o objetivo único de encherem os bolsos de seus pastores de dinheiro. A pregação nessas igrejas é para agradar o pecador e dar-lhe tudo que lhe deixa satisfeito, numa verdadeira massagem no ego. Nunca, porém, a dura mensagem que precisam ouvir.

    3-Jesus certamente não seria pastor de sua igreja. Ele não tinha essa preocupação com um crescimento apenas numérico. Ele não era avarento nem idólatra de Mamom como todos os pastores dessas igrejas que aderiram ao movimento de crescimento de igreja, a exemplo da Renascer, que vê sua casa construída sobre a areia ruir pouco a pouco. Lembra? "não quereis ir embora também?", disse Jesus. Essa era sua pregação da verdade sem a preocupação com igrejas cheias.

    4-Quanto a Tiririca, é ele mesmo quem se autodenomina palhaço. Isso não é nenhum demérito, eu sou Nordestino com muito orgulho e realmente sou fã dele.

    5-Mas, há ainda, infelizmente, a possibilidade de você ser um "presbiteriano" (muito embora o seja apenas nominalmente) preocupado sinceramente com a falta de crescimento numérico da IPB e que, por isso mesmo, tem aderido a muitas práticas pagãs de igrejas neopentecostais. Isso é realmente lamentável. Não se dê a esse trabalho, meu caro. Estaremos sempre aqui para combater neoliberais como você que quer vender a IPB e embolsar o dinheiro do lucro da vergonha de um evangelho água com açúcar.


    Prezado Anônimo (15:41):

    Obrigado mais uma vez pela participação. Pena que sua ousadia em assinar as postagens não é tão aguçada quanto sua aptidão de fazer críticas infundadas, mas tá valendo. O importante é a participação no debate.

    Mais uma vez me surpreende sua falta de conhecimento naquilo que critica: "As pessoas não erguem as mãos para "emanar" nada". Você vive em que planeta? Nunca leu nada sobre o movimento neopentecostal, neorenovado ou confissão positiva? Caríssimo, nossa crítica torna-se mais contundente quando nos preocupamos em ler um pouquinho sobre o assunto que se quer criticar. Fica a dica!

    Igualmente me surpreende sua idéia de que a Filosofia deve e fica restrita ao círculo da própria filosofia, como que não tivesse nenhum poder influenciador na vida das "pessoas comuns". Isso chega a ser de uma miopia intelectual assustadora. A filosofia, em última análise, meu caro, influenciou até mesmo a morte de muitas pessoas. Influencia a organização do Estado, etc.

    Por que não haveria de influenciar também a teologia? Não disse que essa manifestação religiosa era "filosofia humanista" e, sim, que essa influenciou aquela. Isso é fato e um dos principais responsáveis por essa influência foi um teólogo chamado Charles Finey. Mas provavelmente você nunca ouviu falar sobre não foi? Sabia que existe google? Dá uma passada lá!

    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  12. Paulo Coelho diz

    Meu caro Filosofia Calvinista, como sempre vc traz para este espaço temas ou assuntos que merecem nossa reflexão, sobretudo dos que têm bom senso e dissernimento para comentá-los, estejam ou não de acordo com sua posição, afavor ou contra seu juízo de valor.
    No caso da música gospel, hoje sob a luz dos holofotes das potências televisivas pelo show de que se revestem e pela multidão que trazem ao pé de si (dois ingredientes que são objeto de desejo da mídia), minha opinião, meu caro, é a de que apenas seguem, em gênero, número e grau, o princípio maior do movimento pentecostal: O faturamento, e não é àtoa que estão todos eles ricos. Quem tiver alguma dúvida, convide um grupo desses para "louvar" a Deus em sua Igreja. Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. caro amigo eu nao preciso do google pra dar respostas talvez estejas pensando que sou um leigo quero te dizer que sou pastor da igreja batista renovada ha vinte e dois anos .agora o que o nobre me diz sobre esse seu idolo.joao calvino era tao cruel que enquanto miguel servet gritava de dores ao ser queimado vivo a mando do proprio joao calvino...ele...joao calvino...dava gargalhadas olhando de uma janela de um sobrado ...sadico e cruel tb pudera pregava um deus cruel

    ResponderExcluir
  14. Prezado Boas Novas:

    Crente não deve apostar, mas seria capaz de fazê-lo e apostaria que o senhor nunca leu sobre o assunto Calvino X Serveto. Apenas ouviu o "galo cantar", sem saber onde, e está reproduzindo seu som.

    Onde o senhor leu (por favor nos traga uma fonte séria) de que Calvino "dava gargalhadas" ao ver Serveto sendo queimado vivo?

    No google o senhor vai encontrar vasto material que conta como foi essa história.

    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  15. Caro Boas Novas,

    Sem citar a fonte, sua declaração fica desacreditada. Cite a fonte!

    Agora, ficar brincando de "telefone sem fio" não dá, né?

    ResponderExcluir
  16. um pouco mas de historia.se calvino fosse um homem de Deus certamente agiria como a biblia ensina saberia que somente teremos uma cidade perfeita quando estivermos no céu saberia que lugar de pastor nao e no comando de cidade e sim conduzindo seu rebanho.quem manda matar a mae E seus seis filhos por nao aceitarem o erro do batismo infantil nao pode ser um homem da dispensação da graça

    ResponderExcluir
  17. um pouco mas de historia parte 2.João Calvino era um opressor do povo de Deus assim como a igreja romana.

    João Calvino criou sua própria inquisisão em Genebra com o apoio do estado e julgava as pessoas.

    João Calvino caçava, torturava física e psicológimente as pessoas.

    João Calvino julgava e decapitava pessoas que não concordassem com as leis religiosas vigentes em Genebra no período da sua atuação.

    João Calvino era contra a liberdade religiosa e profissão de fé.

    João Calvino tentou unir Graça com Lei estatal, o que não é possivel.

    João Calvino pregava a Graça como favor imerecido, mas na realidade cria na salvação por obras, porque se não fosse assim ele não perseguia as pessoas que não concordassem com ele e não tivessem obras que ele julgasse coerentes

    ResponderExcluir
  18. Prezado Boas Novas:

    Em um dos seus comentários você me perguntou se eu achava que você era algum leigo. Depois disse ser pastor de uma igreja renovada há 22 anos.

    Bem, quero confessar que, se algum dia desconfiei que estava lhe dando com um leigo, hoje não desconfio mais, muito embora não tenha problema nenhum em debater como leigo com um leigo. Me preocupa somente o fato do senhor não querer ser tratado como tal. Nossos leitores são, geralmente, pessoas inteligentes que estudam com profundidade a história do cristianismo e as doutrinas bíblicas. Seus argumentos estão deixando evidente, aos nossos leitores, a desonestidade intelectual ou ainda a falta de preparo e conhecimento nas questões históricas e teológicas. Espero que seja a segunda opção, sinceramente, porque aí tem jeito. Digo isso pelas declarações "novas" para a história que o senhor tem feito. Será que o senhor descobriu algum livro perdido e que ninguém ainda teve acesso? Heitor já pediu, e solicito também: por favor cite as fontes desses seus argumentos. Declarações feitas ao vento parecem ter o objetivo de iludir e confundir o leitor. Penso que essa estratégia não frutificará aqui, neste espaço, devido o público seleto que o frequenta. Mas, claro, pode ser apenas um normal esquecimento de citar as fontes. Isso acontece. Neste caso peço desculpas e reforço o pedido de citação das fontes. Afinal, verdade é verdade. Se Calvino de fato era um louco sádico que dava gargalhadas ao ver alguém sendo incendiado; se ele guilhotinava cabeças, fatos são fatos. Se isso é realmente verdade os seguidores da linha de pensamento dele terão que engolir calados. Porém, queremos saber dessas novidades, por favor, nos diga onde tem isso registrado.

    Tudo de bom!

    ResponderExcluir

Divulgue meu Blog no seu Blog