quarta-feira, 19 de março de 2014

O GOVERNO MILITAR NÃO É DE DEUS - Parte 1

Vejo com certa estranheza a defesa apaixonada da volta dos Militares ao poder. Que isso parta de militares, fico calado. Afinal, cada um quer "puxar a brasa pra sua sardinha".

Quando leio postagens dessa natureza fico sonhando com essa volta. Ah, como seria bom! Eis que era tudo muito bom! Pelo menos é assim que pintam o quadro.

Tenho a nítida impressão que estamos diante do binômio "governo de Deus" (extrema-direita, militares) X "governo de Satanás" (esquerda, PT). Não é essa a pregação? Parece até coisa dos maniqueus, babilônicos e neopentecostais, ao melhor estilo do livro "Este mundo Tenebroso". 
 
Por outro lado, entendo que essa ânsia por justiça e mudança é mais que coerente. Do jeito que está não dá pra ficar. É MUITA IMPUNIDADE.

IMPUNIDADE? Essa palavra atrapalhou meu sonho.

Todos concordam, imagino, que uma das maiores promotoras dessa impunidade é a Lei que permite ao criminoso aguardar o julgamento em liberdade. A policia prende, a justiça solta. Mas, claro, a culpa não é do magistrado. A culpa é da legislação.

"O promotor de Justiça Marco Aurélio Lima do Nascimento, do Pará, responsável pela acusação no processo de Eldorado dos Carajás, criticou a impunidade vigente no País. Por mais hediondo que seja o crime, o criminoso nunca vai para a cadeia, porque pode se valer de uma infinidade de recursos judiciais, que retardam a aplicação da justiça por dez, vinte ou trinta anos, disse o promotor".

De quem é culpa? Querem jogar a culpa da impunidade no colo do PT. Claro que o PT tem sua parcelinha; bem acentuada, diga-se de passagem. Mas não é honesto culpar só o PT. Que os militares façam isso, fico até calado. Afinal, cada um quer "puxar a brasa pra sua sardinha".

A interferência no meu sonho começa com uma Lei. Por que o PT não pensou nessa Lei antes, se me permitem o anacronismo. Pelo menos poderia continuar sonhando com a volta dos meus heróis militares.

"Nascimento propôs aos deputados que revoguem a Lei Fleury (Lei 5941/73), que permite ao condenado aguardar em liberdade o julgamento do recurso".

Opa, opa. Mas, 1973 já era PT no poder? O partido responsável por toda a impunidade no nosso querido Brasil? Não é essa a sugestão e indução? Que isso parta de militares, fico calado. Afinal, cada um quer "puxar a brasa pra sua sardinha".

"Para o promotor, essa lei é um "entulho autoritário, um resquício da ditadura", e tem servido para garantir a impunidade dos criminosos que dispõem de condições econômicas para pagar bons advogados":

 http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/88530.html.

Quem teria sido responsável pela promulgação dessa Lei promotora de impunidade? Lula, Dilma? Tem gente que não diz isso, mas cria um ambiente para que todos culpem o PT. Que isso parta de militares, fico calado. Afinal, cada um quer "puxar a brasa pra sua sardinha".

Com que objetivo ela teria sido promulgada? Bom, espero que algum historiador nos diga isso; poste algum comentário esclarecendo essa questão, se você é um deles.

Sua autoria foi motivada por um tal de Sergio Paranhos Fleury, provavelmente algum militante esquerdista #sqn. Para saber mais sobre ele, clique no link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sérgio_Fleury 

Que o PT tenha uma ideia dessa, por motivos espúrios, fico até calado. Mas que isso parta do GOVERNO MILITAR...

Ou EMÍLIO G. MÉDICI era do PT?  Saber disso é importante, pois essa lei tem sua assinatura.
http://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/103329/lei-fleury-lei-5941-73

Isso, você não verá no NOVO PÚLPITO chamado Facebook. Que isso não parta de militares, fico calado. Afinal, cada um quer "puxar a brasa pra sua sardinha".

Mas, ser omitido por Cristãos é parada...rs.

Nota: É evidente que Deus controla absolutamente todas as coisas. Nada foge ao seu domínio, controle e gerenciamento. Afinal "o coração do rei na mão do Senhor; este, segundo o seu querer, o inclina” (Provérbios 21.1). Digo isto para que não me acusem de não acreditar na Soberania do Governo de Deus, devido ao título que dei a esta série. A provocação é exatamente para contrapor ao argumento, amplamente divulgado por pastores e outros cristãos, de que o Governo Militar é a solução de todos os nossos problemas; que foi um governo perfeito e que é um governo de Deus. Nossa intenção é demonstrar que lá e cá temos coisas boas e coisas ruins. Não é honesto evidenciar apenas as coisas boas de um regime.
 
Próxima postagem da série "governo militar não é bem assim como estão dizendo": O legado de Denfin Neto, ministro do governo militar, para o Brasil

Um comentário:

Divulgue meu Blog no seu Blog