sábado, 31 de julho de 2010

DILMA ROUSSELF: ATO FALHO OU DESCONHECIMENTO DA GEOGRAFIA BRASILEIRA?

Seria a candidata a presidente do Brasil, Dilma Rousself, uma completa desconhecedora da geografia brasileira ou, antes, teria sido denunciada pelo Ato Falho freudiano? Por falar nisso, você sabe o que é Ato falho freudiano? Não? Então leia a definição abaixo antes de assistir ao famoso vídeo da candidata petista.

Ato falho, lapso freudiano ou parapráxis, ou ainda a expressão latina lapsus linguae, é um erro na fala, na memória ou numa acção física que seria supostamente causada pelo inconsciente [...], isto é, através do ato falho o desejo do inconsciente é realizado. Isto explica o fato de que nenhum gesto, pensamento ou palavra acontece acidentalmente. Os atos falhos são diferentes do erro comum. Sigmund Freud descreveu o fenômeno denominando-o em língua alemã Fehlleistung em seu livro de 1901 chamado Sobre a psicopatologia do cotidiano. Em em inglês usa-se a expressão Freudian slip. Freud evidenciou que o ato falho era como sintoma, constituição de compromisso entre o intuito consciente da pessoa e o reprimido. Os atos falhos são compreendidos por muitas pessoas como falta de atenção, cansaço, eventualidade, porém pode ser interpretado como uma manifestação reprimida. Alguns erros, como o marido que acidentalmente troca o nome da própria esposa pelo da amante, parecem representar casos relativemente claros de actos falhos ou deslizes freudianos.

Conforme: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ato_falho">http://pt.wikipedia.org/wiki/Ato_fal


Essa é a primeira postagem da série Eleições 2010.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

NÃO CALA A BOCA SYLVESTERS STALLONE. CALA A BOCA FELIPE MASSA!

A campanha "Cala a boca Sylvester Stallone" ficou em 1º lugar no ranking do Twitter, deixando para trás o "Cala a boca Galvão e Tadeu Schmidt". Os brasileiros ficaram revoltadíssimos com as declarações do eterno Rambo. Tem até muita gente se mobilizando para boicotar o ultimo filme do ator - "Os Mercenários" -, que teve partes filmadas no Rio de Janeiro. Mas, será mesmo que Stallane exagerou? Teríamos reais motivos para boicotar o filme de nome apropriado? Ou, antes, deveríamos, cabisbaixos, aceitar a crítica como construtiva e agradecê-lo por nos alertar?

Antes de respondermos vamos relembrar o que disse o ator americano, ao explicar o motivo da escolha do Brasil para filmar cenas do filme:

“Lá (no Brasil) você pode atirar nas pessoas, explodir coisas e eles dizem: Obrigado! E aqui está um macaco para você levar para casa. Não poderíamos ter feito o que fizemos em outro lugar".

Traduzindo Stallone: "O povo brasileiro é um povo pacífico e hospitaleiro; aceita tudo sem esboçar nenhuma reação. É um povo que se deixa roubar. É um povo que entrega tudo; que se vende por muito pouco e que troca coisas importantes por pão, circo, entretenimento e promessas".

Sinceramente, não consigo enxergar em que parte nosso Rambo está errado. Acho até que o nome do filme não poderia ser mais apropriado. Acaso o brasileiro não é, essencialmente, mercenário desde o início? Quantas riquezas não trocamos pelas quinquilharias dos portugueses? E os nossos votos? E as filas que não respeitamos? E as críticas que fazemos, sem moral alguma, aos políticos corruptos? Sim, sem moral alguma, pois também somos corruptos. Subornamos o guarda, que se deixa subornar por quinze reais. Subornamos para tirar a carta de motorista, subordamos para obter esse ou aquele alvará; tráfico de influência "é boia", etc, etc, etc.

Por tudo isso: NÃO CALA A BOCA SYLVESTERS STALLONE. Não peça desculpas aos brasileiros. Nós ainda não merecemos. Somos gratos por sua sinceridade. Pena que isso não produzirá nenhuma mudança. Gostamos de ser assim e até chamamos carinhosamente isso de "jeitinho brasileiro".

Se você leu até aqui e não concordou, responda: que outro piloto de Fórmula 1, louco para ser campeão mundial, com chances reais, "deixaria" seu rival ganhar a corrida? Sim, estamos falando do "brasileiro" Felipe Massa. Mas se sua resposta foi Rubens Barrichello, também "brasileiro", não se preocupe: também está correta.

Leu até aqui e ainda não concordou? Então responda outra pergunta: será que o "espanhou" Fernando Alonso e o "alemão" Michael Schumacher, atenderiam a esses "pedidos" de forma tão solícita? Sabemos que não! Só nós somos capazes de dizer: "Alonso, aqui está um macaco para você levar para casa".

Obrigado Rambo, por tentar nos salvar!!!! Faço questão de pagar ingresso para ver seu filme!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

ESPIRITISMO X CRISTIANISMO: A IMPOSSIBILIDADE LÓGICA DE UM DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO TEÓRICO/DOUTRINÁRIO

Estaremos participando do III Simpósio Internacional de Teologia e Ciências da Religião - de 08 a 10 de semtembro/2010 -, na Unicap. Abaixo o resumo da comunicação já aprovada. Posteriormente estaremos publicando o artigo completo:

O Brasil é o maior país católico do mundo. Curiosamente é também o maior país espírita do mundo. De acordo com o Censo 2000 (IBGE) há 2,3 milhões de espíritas no Brasil. Esse número, obviamente, é contestado pelos espíritas. Um dos mais conceituados médiuns e oradores espíritas da atualidade, Divaldo Pereira Franco, fez a seguinte afirmação em seminário promovido pela Federação Espírita do Ceará – FEEC, em março de 2010: “temos, segundo estatísticas, mais de sete milhões de espíritas. Mas elas não revelam a verdade [...]. Acho que temos por volta de 15 milhões de espíritas”. Além dos espíritas professos, existe um número cada vez maior de fiéis de outras religiões, principalmente católicos romanos, que se dizem simpatizantes do espiritismo kardecista e de seu maior ícone, o famoso médium brasileiro Chico Xavier. Isso se evidencia pelo recorde de bilheteria do cinema brasileiro atingido pelo filme que conta a história desse médium, com um público de mais de três milhões de expectadores; uma marca difícil de ser alcançada. Será nossa intenção elucidar o equívoco dessa estreita relação e deixar claro que não existe possibilidade de um diálogo inter-religioso teórico/doutrinário entre o Espiritismo e o Cristianismo. Apesar das supostas semelhanças e convergências, demonstraremos que essas duas vertentes religiosas, em suas premissas basilares, são auto-excludentes e antagônicas, ou seja, o cristão, principalmente o católico romano, não pode, de forma coerente, seguir e, nem mesmo, simpatizar com a doutrina espírita.

domingo, 18 de julho de 2010

AS BOAS NOTÍCIAS DO SUPREMO CONCÍLIO IPB - CURITIBA 2010


Quero parabenizar a todos os representantes, de todo o Brasil, na XXXVII Reunião Ordinária do Supremo Concílio da IPB, em especial ao Rev.George Henrique e ao Presb.David Ferreira, ambos da IPB Jordão, representantes do Presbitério Recife. Essa reunião acontece de quatro em quatro anos com representantes das igrejas e presbitérios de todo o Brasil. Em 2010 a cidade de Curitiba sediou o evento.

Temos bons motivos para comemorar. Eles constituem provas substancias do compromisso da IPB com as Escrituras Sagradas.

Veja um resumo das Decisões envolvendo assuntos polêmicos e que estavam gerando muita preocupação antes da reunião:

1- O plenário rejeitou veementemente propostas para reatamento de relações com a PCUSA – conhecida Igreja americana aberta para ordenação de homossexuais – bem como de retornar à AMIR – Aliança Mundial de Igrejas Reformadas – também de viés liberal.

2- Passou a considerar a Igreja Universal do Reino de Deus e a Igreja Mundial do Poder de Deus como seitas, determinando que pessoas oriundas destas organizações sejam recebidas mediante rebatismo e profissão de fé.

3- Reiterou a incompatibilidade entre a maçonaria e a fé cristã reformada.

4- Reiterou decisão anterior que considera como errado o proibir que mulheres orem nos cultos, proibir que as igrejas tenham corais e instrumentos musicais e proibir a celebração do Natal. A IPB rejeitou estas proibições.

5- Rejeitou também proposta para estabelecer-se diaconos e diaconisas mirins. E rejeitou proposta para diaconato feminino, nomeando uma comissão para elaborar estudo sobre o assunto e prestar relatório em 4 anos.

Parabéns a todos que fazem a IPB!!!!

Fonte: Tempora-mores

quarta-feira, 14 de julho de 2010

SOU A FAVOR DA ORDENAÇÃO FEMININA


CALLLLMA! É o Leonardo Boff e não eu...

Leonardo Boff em entrevista para a Revista ISto É, afirmou: "Não há nenhuma doutrina ou dogma que impeça as mulheres de serem ordenadas e até de serem bispos. O patriarcalismo intrínseco à instituição, governada só por homens e celibatários, faz com que não se tenha apreço pelas mulheres nem se reconheça o imenso trabalho que fazem dentro da Igreja. E, no entanto, devemos reconhecer que as mulheres, nos evangelhos, nunca traíram Jesus, como fez Pedro, foram as primeiras testemunhas do fato maior para a fé cristã, que é a ressurreição, e também foram discípulas".

Veja a entrevista completa:
http://www.istoe.com.br/assuntos/entrevista/detalhe/76149_O+PAPA+DEVERIA+RENUNCIAR+

quinta-feira, 8 de julho de 2010

CASO ELIZA SAMUDIO, O CÂNCER DA IMPUNIDADE E A PENA DE MORTE COMO ÚNICO REMÉDIO DE PROMOÇÃO DA JUSTIÇA

Mais um crime hediondo choca o país. A jovem Eliza Samudio é estrangulada, "desossada" e tem suas carnes devoradas por cães. Mas, em pouco tempo esse será apenas mais um entre tantos crimes bárbaros. Interessante notar que esse tipo de assassino não é, certamente, réu primário. Quantas e quantas mortes bárbaras já não deve ter sido responsável? Veja o que diz o delegado Edson Moreira, que conduz as investigações:

"Marcos Aparecido Santos, conhecido como Bola ou Paulista, é o novo alvo da polícia, apontado pelas investigações por ter estrangulado Eliza até a morte. Santos é ex-agente da Polícia Civil de MG, tem 45 anos, adestrava cães e dava cursos de sobrevivência. “O Bruno estava lá dentro da casa e via a mulher com a cabeça toda estourada e acompanhou a ida de Eliza para o sacrifício”, disse Moreira, que classificou o ex-policial como um “especialista em matar”. Conforme:

O Brasil deve estar se perguntando: que tipo de ser humano (se é que pode ser classificado assim) teria capacidade de cometer tamanho absurdo? A resposta pode ser desconcertante, mas está de acordo com a antropologia escriturística: todos nós! Isso mesmo. Esse tipo de atitude só ratifica a doutrina Agostiniana/Calvinista da "Depravação Total do Homem". Somos maus por natureza, desde o advento da entrada do pecado, via nossos representantes legais do Édem. Somos capazes disso e de muito mais; eu e você. É facil negarmos essa realidade quando não estamos postos sob as mesmas condições. Quantas e quantas pessoas tiveram suas vidas completamente modificadas em um "piscar de olhos"? Antes, dedicados pais, mães, irmãos, avós. Depois, assassinos cruéis, que cometeram coisas inimagináveis. Lembram da família Nardone? Temos muitos outros exemplos nesse sentido. Porém, nossa análise está fundamentada na antropologia escriturística. Alguns freios éticos e morais, entretanto, nos impedem de fazermos o mesmo, a exemplo da religião, família, escola etc; mas não nos garante que nunca o faremos. Isso não nos tornaria vítimas de nosso "gen" e não os responsáveis pelos nossos atos pecaminosos? Não. Quando o homem age assim, ele não é forçado. Ele apenas deixa sua natureza decaída agir livremente. Ele (nós), na verdade, tem prazer nessas coisas e deve ser responsabilizado por não calar seus instintos; afinal, é um ser racional, o que o diferencia dos outros animais, que não podem ser considerados imputáveis. Solta-se de todos e quaisquer freios. Age naturalmente. Quando não agimos assim, estamos suplantando e conseguindo calar nossa própria natureza.

O antropólogo Eric Fromm, relembra que Hobbes afirmava que “todos os homens são, por natureza, iguais, dotados com a mesma força e as mesmas aptidões intelectuais, o que torna o recurso à violência generalizado, no sentido de elaboração de novos métodos de destruição do próximo. Como conseqüência disso seria um permanente estado de guerra nas comunidades primitivas, a “guerra de todos contra todos” (“bellum omnium contra omnes”). “O homem é o lobo do próprio homem” (“homo homini lupus”).

Conforme:http://www2.uel.br/revistas/direitopub/pdfs/VOLUME_3/num_2/Dayse%20-%20O%20homeme%20a%20sociedade%20e%20o%20Estado.pdf

Esse é você! Esse sou eu! Estamos falando dos efeitos nefastos do pecado na vida do homem. Saber disso deve nos conduzir, desesperadamente, aos pés de Cristo, para que a Sua graça, que por definição é favor não merecido, nos alcance.

Veja o estarrecedor depoimento do adolesce de 17 anos que partipou do crime. Atenção: O depoimento contém partes extremamente fortes:

O que fazer então com essas pessoas que se tornaram como que "caminhões sem freio ladeira abaixo"? Que são presos, pagam suas penas, recebem sua liberdade de volta e pouco tempo depois comentem novos e mais graves homicídios?

A resposta é dolorosa mas é a única que resultará em benefício. Antes, respondamos a outra pergunta: o que deve ser feito a um membro de nosso corpo que foi acometido por um câncer? Amputá-lo, logo e já; todos concordarão, sob pena de ter todo o corpo tomado pelas células cancerígenas fatais. É exatamente o que está acontecendo. Há uma tendência mundial para a abolição completa da pena de morte e, como consequência, o câncer da impunidade está também se alastrando cada vez mais, corroendo toda a sociedade, gerando um sentimento de impunidade, o que resulta em crimes cada vez mais bárbaros, como o de Eliza.

Tomás de Aquino diz que "da mesma forma que é justo e recomendado a amputação do membro doente para salvar o corpo, também é justo que indivíduos incorrigíveis e recorrentes sejam exterminados para salvar a sociedade".

Esse pensamento possui, inclusive, vasto apoio escriturístico. A pena de morte é a única pena que satisfaz o desejo de justiça. É a única pena compatível com o crime bárbaro de assassinato, principalmente esses, como o de Eliza, com requintes de crueldade. É justo matar dessa forma e continuar vivo? Obvio que não! O assassino estaria levando vantagem. Após justo julgamento, o Estado deve, para o bem da sociedade, punir o criminoso com a pena capital, para, só assim, fazer justiça à sua vítima.

OBS: Não esqueça de votar na enquete sobre Pena de Morte na barra lateral.

domingo, 4 de julho de 2010

RECEITA PARA SER ELIMINADO DE UMA COPA DO MUNDO

Primeiro contrate alguém que nunca foi técnico na vida e o coloque como técnico da seleção. Detalhe: tem que ser alguem teimoso e que não escute ninguém, nem mesmo a vontade da maioria esmagadora dos torcedores (ingrediente: Dunga). Convoque jogadores que não prestam para jogar em seus próprios clubes e que por isso mesmo são reservas (ingredientes: Doni, Júlio Batista e uma pitada de Kleberson). Em seguida convoque jogadores "normais", que não são considerados craques e muito menos os melhores em suas posições (ingredientes: Gilberto, Felipe Melo, Michel Bastos, Luisão, Tiago Silva, Josué, Gomes e Grafite). Importante: se quiser ter a certeza de eliminação da copa não esqueça de nenhum desses ingredientes. Como maior esperança de Gols, adicione um atacante que não fazia gol a nove meses (Ingrediente: Luis Fabiano). Não esqueça de convocar também dois craques que estejam machucados e sem condições de disputar uma competição como a copa do mundo (Ingredientes: Kaká e Júlio Cesar). Finalmente, não inclua na lista de convocados, em hipóstese alguma, os jogadores que estão se destacando em seus clubes e que são, reconhecidamente, os melhores em suas respectivas posições (ingredientes: Neymar, Paulo Henrique Ganso, Roberto Carlos). Junte tudo isso por 52 dias de concentração rígida, treinos secretos e pronto: a porcaria está feita! É eliminação na certa.

Fique à vontade para acrescentar outros ingredientes que favoreceram a eliminção da copa e para alertar sobre a retirada de outros que poderiam ter levado a Seleção Brasileira ao Hexa.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

A ÁFRICA QUE NINGUÉM QUER MOSTRAR PORQUE NINGUÉM QUER VER

Não quero ser ”estraga prazer”, mas cadê as imagens daquelas crianças desnutridas com aspectos cadavéricos que costumamos ver na África? Essa situação não existe mais? Tudo foi resolvido como num “passe de mágica” ou, ao contrário, enlouquecemos todos nós ao ponto de acharmos o futebol mais importante que o estômago dessas crianças?

Existe algo que possa justificar esse investimento absurdo para promover “pão e circo” para o mundo daqueles que têm o que comer? As belíssimas arenas construídas ajudarão a saciar a fome daquele continente? A revista Veja trás os números:

O comitê que apresentou a candidatura sul-africana a sede da Copa previa gasto total de 476 milhões de dólares com infra-estrutura, estádios e segurança. O cálculo ficou muito abaixo da realidade. Além disso, a participação do capital privado ficou abaixo do previsto - assim, o governo deve arcar com boa parte das despesas. No começo de 2006, o governo anunciou que destinaria 1,1 bilhão de dólares ao evento (700 milhões só para os estádios, valor seis vezes maior que o estimado).

Conforme:http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/perguntas_respostas/copa_2010/index.shtml#7

Com um claro acordo ideológico, os grandes veículos de produção da cultura de massa camuflam a realidade; possuem uma especial capacidade de transformar chagas em flores. A situação de todo o continente africano ainda é assustadora. A própria África do Sul, país em melhor situação, vive uma das maiores desigualdades sociais do planeta:

Apesar de ter a economia mais pujante do continente, a África do Sul tem pelo menos 40% da população abaixo da linha da pobreza, vivendo com menos de dois reais por dia. Um milhão de sul-africanos ainda moram em barracos sem água nem eletricidade [...] mais de 70% das pessoas vivem com pouco mais de R$ 300 por mês. Na township de Mdantsane, a segunda maior do país depois de Soweto, um em cada três adultos está desempregado e vive em habitações precárias.

Conforme:
http://g1.globo.com/Sites/Especiais/Noticias/0,,MUL1547516-17084,00-NA+AFRICA+DO+SUL+G+MOSTRA+AS+CIDADES+COM+MAIOR+DESIGUALDADE+SOCIAL+DO+MUNDO.html

Uma coisa fica clara: Toda essa pobreza no continente africano, inclusive na própria África do Sul, não é falta de dinheiro.

Será que é justo e que vale à pena todo esse investimento? Será que justifica parar um pais inteiro por causa do futebol? Será que os milhões de dólares derramados na cena da copa não teria sido melhor investido na amenização do sofrimento dos milhares de africanos que continuam e continuarão famintos?

Nota: Publicado aos 44 minutos do segundo tempo de Brasil 1 X 2 Holanda. O Brasil é desclassificado e a última pergunta ainda é pertinente: de que adiantou uma dezena de supertições levantadas e praticadas por Dunga, Galvão Bueno e por centenas de outos brasileiros místicos? Essa é uma das causas da pobreza de países como os da África e Brasil, segundo Max Weber.

Engulamos essas imagens, fechemos os olhos e continuemos incentivando o derrame de dinheiro para a promoção de uma copa do mundo; e até a copa de 2014, no Brasil, onde tudo se repetirá!

Divulgue meu Blog no seu Blog